dezembro 26, 2011

"Você não deveria tentar chegar a nenhum lugar, este é o erro que você continua cometendo de novo e de novo. Você está achando que existe algum lugar para se chegar. Não há nenhum lugar para onde você possa ir. Você só pode estar onde você está. É por isso que eu digo que o primeiro passo é o último passo. Não há um segundo passo." (Sri Bhagavan,- Oneness Transcriptions) ♥ ♥ ♥

.Bhagavan diz isso interiormente. exteriormente não necessariamente estamos onde deveríamos estar. Mas vamos pra dentro…

Ele quer dizer que não é preciso você tentar se tornar nada diferente de quem você é ou como você está se sentindo agora.
Não é preciso fazer nada para transformar o seu estado interior agora.
Nós não precisamos fazer nada para mudar essas coisas… Porque fundamentalmente nós não conseguiremos mudar nada disso em nós.
São condicionamentos.
Os medos, conflitos, confusões… Tudo isso é condicionamentos. Então ele diz: “não precisa mudar nada” porque Ele está querendo que a gente pare de tentar mudar qualquer coisa, e que a gente comece a ficar com aquilo que vai dentro de nós.

O que acontece quando você tem um estado de conflito qualquer dentro de si, e você tenta mudar isso…
Ou quando você tem uma emoção da qual não gosta, tipo inveja, medo, ciúmes… E você tenta mudar isso em você…
Essa tentativa de mudar é na verdade uma fuga da mente…
É a mente tentando fazer com que você não veja quem você é…
E o caminho para a libertação é sempre você ver quem você é.
É o único passo que precisamos dar: ver quem somos, o que somos, o que vai dentro de nós. Aceitar isso (aceitar = não fugir, não fingir que não somos, não tentar mudar).
Quando ficamos com o que somos (isso é igual a não tentar mudar, não precisar ir a lugar algum, ficamos onde estamos interiormente), quando fazemos isso, muita energia é economizada.
Essa energia que gastamos mentalmente tentando mudar e planejar as coisas para mudar nossos comportamentos… Toda essa energia de estratégia mental que gastamos tentando nos transformar em algo que não somos… Tudo isso é economizado e vira LUZ.
Luz da Consciência.

Quando você pára de brigar consigo mesmo, pára de tentar ser menos medroso (por ex.), pára de brigar com as coisas que te incomodam em si… Então você relaxa…
E um silêncio se instala. E uma luz começa a brilhar dentro de você…
É a Consciência se desenvolvendo…
Vem uma tranqüilidade nisso… E então, como mágica, as soluções começam a pipocar no seu mundo externo.
Porque você estará mais vazio de conflitos e será mais tranquilo, e isso será irradiado no mundo fora de você, e as pessoas sentem isso… E a vida responde a isso positivamente também.
É isso que Bhagavan quer dizer: “o 1o passo é o último passo – integridade interior” (que é saber quem você é, como você está, em que tipos de conflitos e condicionamentos você se enrosca…)

Quando isso está muito claro para nós, também fica muito claro que é muito MAIOR e mais forte que nós (os condicionamentos). E quando temos essa clareza, a gente não consegue evitar pedir ajuda…
Bhagavan quer que a gente veja o tamanho da confusão onde estamos, para que a gente saiba que não há como fazermos isso sozinhos… Para que então a gente se ligue a Ele e à Amma, e se renda… E peça ajuda… É o que ele chama de Helplessness.
Estar totalmente impotente…

Resumindo: olhe para dentro. Fique com o que está aí. Veja o quanto é grande a confusão. Veja o quanto você é pequeno diante de tantos conflitos e condicionamentos… E então, ajoelhe-se no altar, peça AJUDA… Receba muitas Deekshas com intenção de se libertar… Mas sempre ciente de que você precisa estar impotente, não fazer nada, e sim, saber que Quem faz é Deus…
Esse é o caminho que derruba os véus invisíveis da mente… E então a gente começa a perceber a Presença Divina bem forte em nós…  ♥ ♥ ♥

Deixe o seu comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com